Notícias


Mais de 40 mil professores atuam em escolas públicas de Santa Catarina

15/10/2012

A Fevasc Parabeniza a todos os Professores pelo seu dia! Professor precisa ser RESPEITADO e VALORIZADO!

Dados da Secretaria de Educação levam em conta 1.112 escolas.
No Dia do Professor, docentes reclamam de falta de valorização.





Nesta segunda-feira (15), docentes de todo o país comemoram o Dia do Professor. Em Santa Catarina, segundo dados da Secretaria Estadual de Educação (SED), são 40.652 mil professores atuando somente em escolas públicas, sem levar em conta escolas privadas, universidades e em outros espaços.

Esses docentes dão aulas para 602.951 alunos de 1.112 escolas catarinenses e, apesar da comemoração, ainda reclamam de fatores como o número de alunos em sala de aula, o excesso de trabalho e os baixos salários.

Para Antônio Bittencourt Neto, presidente do Sindicato dos Professores de Florianópolis e Região, em escolas privadas essa situação também ocorre. "Os valores de hora por aula pagos em escolas privadas é muito baixo, em relação ao valor das mensalidades pagas", diz.

Outro motivo para desmotivação, segundo os professores, é a violência. O professor de educação física Vargner Carmo foi agredido dentro da escola particular onde trabalhava. "É uma situação um tanto constrangedora e desestimulante. Você pensa seriamente se é isso que você quer seguir", afirmou ele.

O resultado é a baixa procura por alguns cursos de licenciatura. Na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), há 75 vagas para o curso de licenciatura em física, mas apenas 40 são preenchidas. "Desses 40, em média, apenas 18 se formam. Porém, apenas 5% vão efetivamente atuar como professores. A maioria vai para a pós-graduação, pois a bolsa paga mais. Isso é ruim para a educação científica da população", afirmou a professora do curso, Sônia Maria.

Há 40 anos a educadora Vera Lúcia Bazzo ajuda a formar professores e acompanha o estágio deles no Colégio de Aplicação, da UFSC. Segundo ela, é preciso ter uma motivação. "Nós temos que ter escolas que recebam os alunos com tudo o que eles têm direit. É preciso uma escola estruturada. Mas acho que estamos tendo progresso nesse sentido", diz.

 notícias do G1 Santa Catarina




Notícias Anteriores


Abono salarial chegou a 16 milhões de trabalhadores
Quinta Turma garante equiparação entre terceirizada e empregados da CEF
TIM terá que anotar carteira de terceirizada de call center
Recolhimento irregular de FGTS é motivo para rescisão indireta
11º Conferência Nacional dos Vigilantes Salvador (BA)
25 de Novembro. Dia da não Violência Contra a Mulher
RISCO DE VIDA FOI APROVADO!!!
PL 1033 do Adicional de Risco de Vida está na pauta de votação entre os dias 12 a 14/11
Vigilante que não perseguiu ladrões tem justa causa afastada
Brizola Neto adia a obrigatoriedade do novo Termo de Rescisão de Contrato

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38