Notícias


Terceirização registra alta apoiada nos megaeventos

09/08/2012

Depois de crescer 11% em um ano, o segmento de terceirização no Brasil

prevê bons números até a Olimpíada de 2016. A expectativa é de que o setor

cresça mais 30% e fature até R$ 91 bilhões por ano.

"Esse crescimento precisa ser avaliado com calma para que não seja

prejudicial ao prestador de serviços, e aí entra a regulação do direito trabalhista

para esta classe", diz Jorge Guimarães, consultor de Recursos Humanos e

professor da Universidade Federal de Alfenas.

De acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas de Serviços

Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem), o Brasil conta com pelo

menos 32.580 empresas prestadoras de serviços. "Já tramitam na Câmara

Federal projetos de lei para remunerar melhor esse grupo de trabalhadores.

Isso deverá ser resolvido ainda este ano", diz. E quem cresce no mercado

apoiado nessa expectativa é a Adapta, que oferece serviços de alta tecnologia

e gestão de pessoas, e espera crescer 30% este ano e superar os R$ 25

milhões faturados em 2011.

Especializada em tecnologia, a Tivit também espera bons resultados. "Apesar

da incerteza econômica do final do ano passado, vimos que a crise está

direcionando investimentos para o Brasil, porque há potencial enorme por

aqui", diz Fabiano Agante Droguetti, diretor da Tivit.

 

(Fonte: DCI)

 





Notícias Anteriores


Fevasc apoia a luta dos bancários por reajuste decente, ampliação das conquistas e mais segurança nos bancos.
Mais de 2,5 mil caixas eletrônicos são destruídos pelo Brasil em três anos
RAIS: Brasil gerou mais de 2,2 milhões de empregos com carteira assinada
Programas de combate à violência contra a mulher devem ser institucionalizados em estados e municípios
Súmula do TST regula jornada especial de 12x36
TST aprova súmula sobre novo aviso prévio
Juízes de SC são os que mais informaram INSS sobre condenações por acidente de trabalho
Eleições: Pela 1ª vez, candidaturas femininas superam percentual definido em lei
secretário de Relações do Trabalho comenta igualdade de gênero
SEMINÁRIO Trabalho Infantil, Aprendizagem e Justiça do Trabalho

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38