Notícias


Licença-maternidade passa a ser de 180 dias para mães de filhos com microcefalia

13/07/2016

Medida consta na Lei 13.301/2016, publicada no último dia 28





Mães e gestantes de crianças com microcefalia provocada pelo vírus Zika já têm direito garantido à prorrogação da licença-maternidade de 120 para 180 dias, sendo assegurado nesse período o recebimento de salário-maternidade, pago diretamente pela empresa. A medida consta da Lei nº 13.301/2016, publicada no Diário Oficial da União do último dia 28.

Ainda de acordo com a nova lei, os pequenos que nascerem com a má-formação cerebral terão direito ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), que consiste em um auxílio no valor de um salário mínimo. O benefício se estenderá por três anos e só começará a valer quando a mãe parar de receber o salário-maternidade. 


Texto: Luana Cadorin / Imagem: iStock 
Secretaria de Comunicação Social - TRT/SC 
Núcleo de Redação, Criação e Assessoria de Imprensa
(48) 3216-4306 / 4307 /4348 - secom@trt12.jus.br




Notícias Anteriores


O Sindvig Fpolis promoveu palestra sobre o Outubro Rosa neste dia 07 de Outubro às 19 horas na sede do Sindicato.
Sindvig Fpolis consegue Liminar que proíbe contratação de Controlador de acesso.
A Plenária da Fevasc deste ano de 2016 aconteceu na cidade de São José nos dias 01 e 02 de Setembro no auditório do Golden Hotel.
Sinvac Lages consegue liminar que proibe a contratação de controlador de acesso
Vigilante receberá horas extras por curso de reciclagem feito nos dias de folga
Somos Contra
Ato Unificado
Eleita nova diretoria do Seeac Chapecó
Queda de 6,1% no setor de serviços é a maior para maio desde 2012
Licença-maternidade passa a ser de 180 dias para mães de filhos com microcefalia

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38