Notícias


Os vigilantes de SC aprovaram durante assembleias realizadas, indicativo de ESTADO DE GREVE da categoria.

05/02/2016





A nossa reivindicação é aumento salarial de 14, % e  vale alimentação de 22 reais e deram prazo até o próximo dia (11) para que o Sindicato patronal (Sindesp-SC) se manifeste sobre o pleito dos vigilantes.

 

De acordo com o presidente da FEVASC, Luiz Carlos, o Sindesp ofereceu o INPC no salário atual e o vali alimentação de 15 para 17 reais para os vigilantes, no entanto, a proposta  não foi bem recebida pela categoria “O valor é muito abaixo. a proposta não agradou a categoria, que recusou a proposta. A categoria quer o reajuste no salário maior e na alimentação”, explicou Luiz

Conforme o presidente, o indicativo de estado de greve será comunicado. E após o prazo legal de 48 horas – prazo constitucional para tornar a greve legal – os trabalhadores irão suspender as atividades.

              

Comissão de negociação teve a terceira rodada de negociações dos vigilantes de todo o estado com o patronal e terminou sem acordo. Os empresários apresentaram uma nova proposta de reajuste salarial repondo apenas a inflação sem ganho real para a categoria. O INPC do período acumulado  nos últimos doze meses. A proposta para o vale alimentação  17 reais por dia trabalhado. A proposta  foi rejeitada na assembleia e decidimos entrar em estado de greve.

Nada avançou também nas demais reivindicações apresentadas pelos trabalhadores. Uma nova rodada de negociações ficou agendada para o dia 11 de fevereiro. Os sindicatos esperam avançar mais para que a categoria tenha ganhado real nos salários, além de outros benefícios sociais.

“Surpreendeu-me o interesse do patronal em fecharmos logo as negociações tamanha era a pressa dos empresários. No entanto, em nossas reivindicações o patronal não concede com a alegação de onerar a folha de pagamento. Vamos continuar lutando para arrancar mais. A luta continua”, afirma Luiz Carlos, presidente da FEVASC.

Participaram da negociação os dirigentes: Silvio Krammer do Sindicato de Joinville, Jodecir de Souza do sindicato de Blumenau, Matias Ribeiro do sindicato de Lages, Luiz Carlos da Fevasc / Sindvig Fpolis e Assessoria Jurídica da Fevasc Dr. Sergio Neves.

Na primeira rodada de negociações os empresários haviam oferecido apenas 5% nos salários não repondendo nem a inflação do período.

 




Notícias Anteriores


Concientização e prevenção!
A FEVASC parabeniza a todas as mulheres! Dia 8 de março! Dia Internacional da mulher!
Nota de pesar pelo falecimento do Vigilante Eder James Correa da Silveira
Encerramento dos contratos da Empresa INVIOSAT
Os vigilantes de SC aprovaram durante assembleias realizadas, indicativo de ESTADO DE GREVE da categoria.
Após seis rodadas de negociação SC conquista reajuste acima da inflação para trabalhadores de Asseio e Conservação.
Feliz Natal e Próspero ano novo é o que deseja a FEVASC e seus Sindicatos Filiados!
Mais uma vitória na defesa e garantia dos direitos dos trabalhadores terceirizados - A Federação, com o objetivo de resguardar o interesse de trabalhadores de várias cidades do Estado de Santa Catarina, obteve liminar favorável para bloquear valores
Vânio dos Santos assume a Superintendência Regional do Trabalho de Santa Catarina
Plenária Estadual Fevasc - Maravilha SC

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37