Notícias


Em 2014, 66 pessoas morreram em assaltos envolvendo bancos

02/03/2015


Principais vítimas são os clientes: 36 mortes, representando 54% do total

Em 2014, 66 pessoas foram assassinadas em assaltos envolvendo bancos, segundo levantamento divulgado hoje (24) pela Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV) e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf).

A pesquisa mostra que as principais vítimas são os clientes. No ano passado, foram 36 mortes, 54% do total. Os demais assassinatos foram vigilantes (dez, equivalente a 15%), policiais (oito mortes), transeuntes (dois) e dez mortes entram em outras categorias.

São Paulo lidera o ranking de assassinatos, com 20 casos. Em segundo lugar está o Rio de Janeiro, com oito. Os outros estados que lideraram a lista são Goiás (cinco) e Minas Gerais, Paraná e Pernambuco, com quatro mortes cada um.

A saidinha de banco, golpe em que o roubo acontece na saída do cliente da agência, resultou em 32 mortes, equivalentes a 48% do total. O assalto a correspondentes bancários resultou na morte de 16 pessoas (24%), figurando como o segundo crime mais comum em 2014. Os roubos durante transporte de valores resultaram em nove mortes, e os assaltos a agências, sete.

Para o presidente da CNTV, José Boaventura Santos, os bancos são responsáveis pelas mortes. “Nós não percebemos nenhuma medida séria por parte dos bancos para reverter esses números. Qualquer empreendimento coloca a questão da segurança como item prioritário. No caso dos bancos, o discurso é inverso. Os bancos dizem que a responsabilidade não é deles, mas da segurança pública”, disse.

As entidades pedem a colocação de portas de segurança com detectores de metais antes dos terminais de autoatendimento, câmeras internas e externas com boa resolução de imagens e monitoramento em tempo real, vidros blindados nas fachadas, instalação de biombos entre a fila de espera e os caixas, e divisórias individualizadas entre os caixas, além de outras medidas.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) não se manifestou.

Fonte: Rede Brasil Atual




Notícias Anteriores


Concluída votação da regulamentação da terceirização; texto segue para o Senado Federal
Encontro Estadual busca impedir formação de exército de mutilados e inválidos
Confira nosso expediente - Feriado de Tiradentes
Plenário retomará votação de projeto que regulamenta terceirização
Fenascon mobilizada e atuante no cenário nacional
Câmara aprova regime de urgência para projeto que regula terceirização
Sindicatos fazem pressão contra projeto que prevê perda de direitos dos trabalhadores
A Fevasc deseja a todos uma feliz e santa páscoa! Confira nosso expediente.
Reajuste do Piso Regional aprovado por unanimidade
Dias 19 e 20 não haverá expediente na FEVASC. Confira a programação do aniversário da nossa Cidade de São José!

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37