Notícias


Recepcionista terceirizada da Caixa ganha direito a jornada de bancário

20/02/2015


A 1ª Vara de Trabalho de Brusque condenou as prestadoras de serviço C&P Soluções e Sandes a pagarem, juntas, R$ 6 mil em horas extraordinárias a uma recepcionista terceirizada da Caixa Econômica Federal (CEF) que, por trabalhar dentro de uma agência, reivindicou o direito à jornada especial de seis horas dos bancários. A decisão é da juíza Karin Corrêa de Negreiros.

A funcionária atuou por dez meses como recepcionista na agência, cumprindo jornada diária de oito horas. As empresas contestaram o pedido alegando que, por desempenhar função alheia à atividade-fim da instituição financeira, a funcionária não fazia jus à jornada especial.

Ao analisar o caso, porém, a magistrada entendeu que o Art. 226 daConsolidação das Leis do Trabalho (CLT) é claro ao determinar que a jornada diferenciada também deve ser estendida a funcionários de portaria, de telefonia e de limpeza, entre outros, ainda que suas atividades não estejam relacionadas à atividade-fim do estabelecimento.

“A norma celetista não faz qualquer distinção entre os empregados da própria instituição financeira e os terceirizados, não cabendo ao intérprete da lei fazê-lo”, concluiu a juíza, ressaltando que o rol de atividades elencado na norma é meramente exemplificativo.

Demais parcelas

A funcionária também pediu a equiparação ao piso salarial e auxílio-alimentação aplicado aos bancários, parcelas que foram negadas pela sentença.

Por entender que a Caixa foi negligente ao fiscalizar a prestação do serviço contratado, a juíza também condenou o banco, de forma subsidiária, ao pagamento das horas extraordinárias.

As empresas ainda podem recorrer da decisão.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social - TRT-SC
Direção (48) 3216-4320 - Redação 3216-4303/4306/4348




Notícias Anteriores


Acordo põe projeto sobre terceirização na pauta da Câmara
Feliz dia 8 de Março! Dia Internacional das Mulheres!
Presidente da Fevasc com a Deputada Ana Paula e protetores na defesa de projetos contra maus tratos aos animais e garantia de emprego aos Vigilantes.
Os bons resultados das negociações dos vigilantes e de asseio e conservação
Os vigilantes aprovaram em assembleia o reajuste salarial
Terceirizada que atuava como servidora do Procon vai receber indenização de R$ 70 mil
Recepcionista terceirizada da Caixa ganha direito a jornada de bancário
Empresa de segurança indenizará vigilante condenado por falta de renovação de porte de arma
Ministro do Trabalho apoia direito à greve
Renda real do trabalhador cresceu mais de 33% desde 2003, aponta IBGE

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38