Notícias


Campanha Salarial do Asseio e Conservação chega ao fim com vitória coletiva! Confira a nova CCT em nosso site.

16/01/2015





O Reajuste salarial do Asseio e Conservação foi aprovado pelos trabalhadores do nosso Estado de Santa Catarina. A proposta aprovada garantiu aos trabalhadores do Asseio e Conservação 5% de adicional de assiduidade, reajuste de 7,55%, vale alimentação de R$ 13.30 e 20% de insalubridade para serventes, ASGs, jardineiros, encarregados e líderes de limpeza.  Um dos maiores reajustes devido ao Adicional de Insalubridade conquistado.

 

Com uma inflação acumulada de 6,33%, conseguimos a reposição da mesma e mais 1,22% de aumento real e essa foi uma conquista da união dos Sindicatos Filiados a FEVASC, que não mediram esforços para que a categoria saísse vitoriosa.

 

Nenhuma conquista é mérito individual e sim fruto de uma luta conjunta, de todos e todas que fizeram parte do processo de negociação! Nossa luta não termina com a negociação, ela segue durante todo o ano! Por isso vamos nos fortalecer ainda mais, mantendo os trabalhadores mobilizados e unidos em prol de uma vida mais digna para todos (as).

 

Os novos salários passaram a vigorar a partir do dia 01 de janeiro de 2015.

 

A Nova Convenção Coletiva de Trabalho, esta disponibilizada em nosso site no link Convenções, assim como a nova tabela de salários.

 

Juntos somos mais fortes!




Notícias Anteriores


Acordo põe projeto sobre terceirização na pauta da Câmara
Feliz dia 8 de Março! Dia Internacional das Mulheres!
Presidente da Fevasc com a Deputada Ana Paula e protetores na defesa de projetos contra maus tratos aos animais e garantia de emprego aos Vigilantes.
Os bons resultados das negociações dos vigilantes e de asseio e conservação
Os vigilantes aprovaram em assembleia o reajuste salarial
Terceirizada que atuava como servidora do Procon vai receber indenização de R$ 70 mil
Recepcionista terceirizada da Caixa ganha direito a jornada de bancário
Empresa de segurança indenizará vigilante condenado por falta de renovação de porte de arma
Ministro do Trabalho apoia direito à greve
Renda real do trabalhador cresceu mais de 33% desde 2003, aponta IBGE

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38