Notícias


Câmara aprova projeto de lei que proíbe altura mínima para vigilantes

21/07/2014





A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara Federal aprovou na quarta-feira (16) o Projeto de Lei 1975/99, do ex-deputado João Paulo Cunha (PT), que proíbe empresas de exigirem altura mínima para admissão de vigilante.

O substitutivo apresentado pelo relator, deputado Jefferson Campos (PSD-SP), determina ainda aplicação de multa à empresa infratora, entre R$ 6 mil e R$ 30 mil.

Como tramita em caráter conclusivo, o projeto seguirá para análise do Senado, a menos que haja recurso para votação do texto no Plenário da Câmara.

O autor da proposta argumentou que a exigência feita por algumas empresas de segurança privada é ilegal, já que é discriminatória. O relator na CCJ considerou que projeto segue as normas constitucionais, a juridicidade e a técnica legislativa.

Fonte: Agência Câmara




Notícias Anteriores


Os vigilantes aprovaram em assembleia o reajuste salarial
Terceirizada que atuava como servidora do Procon vai receber indenização de R$ 70 mil
Recepcionista terceirizada da Caixa ganha direito a jornada de bancário
Empresa de segurança indenizará vigilante condenado por falta de renovação de porte de arma
Ministro do Trabalho apoia direito à greve
Renda real do trabalhador cresceu mais de 33% desde 2003, aponta IBGE
Terceirização: decisão do TST deve diminuir fraudes na contratação de trabalhadores
Governo vai apertar fiscalização contra trabalho informal
PL da terceirização é desarquivado e pode ir ao plenário da Câmara
Recesso de Carnaval, confira aqui

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38