Notícias


Dilma pede aos sindicalistas sugestões para Plebiscito e não discute a Pauta Trabalhista

02/07/2013

 


A presidente Dilma Rousseff, recebeu na manhã desta quarta-feira (26) os sindicalistas representantes de entidades das centrais sindicais que mais uma vez, apresentaram a pauta de reivindicação dos trabalhadores. Ricardo Patah, presidente nacional da União Geral dos Trabalhadores e o secretário geral da entidade Canindé Pegado, estiveram presentes ao evento e ouviram da presidenta o pedido de que apresentassem sugestões para o plebiscito sobre a reforma política - encampado pelo Palácio do Planalto na última segunda-feira. O encontro, o segundo deste ano, é uma retomada de negociação com a classe trabalhadora e também uma reação às manifestações populares recentes. Patah disse que a presidenta pediu aos sindicalistas para enviar sugestões de perguntas específicas para a presidente, que, de acordo com a orientação do Planalto de ouvir organizações civis, podem ser absorvidas na proposta de plebiscito que será encaminhada ao Congresso. Ricardo Patah lembrou, mais uma vez, os trabalhadores apresentaram a presidente a pauta trabalhista que, no entanto, não chegou a ser negociada, por essa razão as centrais mantiveram a posição de realizar no dia 11 de julho o Dia Nacional de Lula com Greve e Mobilização. A pauta dos trabalhadores inclui o fim do fator previdenciário, a redução da jornada de trabalho para 40 horas, melhoria do transporte público, reforma agrária, contra leilões do petróleo e o combate ao projeto de lei 4.330 que permite ampliar a terceirização --interpretado como uma forma de precarizar as relações do trabalho, são alguns pontos que estão na pauta das centrais.




Notícias Anteriores


Bradesco indenizará gerente que transportava valores e foi demitido após assalto
VII festa de confraternização do Sinvac Lages e Região
Feliz Natal e Próspero Ano novo! São os votos da Diretoria da Fevasc.
Empresas de segurança são multadas em 538 mil pela Polícia Federal
Sindicalistas homenageiam Ministro Manoel Dias pela assinatura da NR- 16 e agradecem a UGT por todo apoio recebido.
Manoel Dias assina portaria que regulamenta periculosidade para vigilantes
A cada duas horas uma mulher é morta no Brasil, diz secretário do Ministério da Justiça.
20 de Novembro - Dia da Consciência Negra!
FEVASC PRETENDE IMPETRAR MANDADO DE SEGURANÇA CONTRA INSTRUÇÃO NORMATIVA 70/2013
CNTV realiza 2º Congresso Extraordinário

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38