Notícias


Centrais sindicais exigem aprovação do acordo sobre Fator Previdenciário

04/12/2012


por Assessorias de Comunicação – Centrais Sindicais

As Centrais Sindicais abaixo assinadas vêm a público denunciar e repudiar a não votação do Fator Previdenciário na sessão de 28/11/2012 na Câmara dos Deputados.

O acordo é umas das principais prioridades da pauta dos trabalhadores que vem sendo defendida e negociada pelas Centrais com o Governo nos últimos anos, em função do caráter perverso do fator atual, que penaliza a classe trabalhadora após anos e anos de contribuição e trabalho.

Queremos lembrar que a discussão e negociação sobre o fator previdenciário se arrasta desde meados de 2007. E apesar de termos proposto diversas alternativas para solucionar os impasses surgidos e chegado ao acordo da fórmula 85/95, o governo vem sistematicamente bloqueando a votação dessa matéria no âmbito da Câmara Federal.

Conscientes de nosso papel de defender a classe trabalhadora e também da nossa responsabilidade para com o sistema previdenciário brasileiro, a nossa proposta leva em consideração a necessidade da sustentabilidade do sistema e não apenas o fim, pura e simplesmente, da fórmula de cálculo.

Neste sentido, não entendemos o porquê da insistência em manter o bloqueio à votação dessa reivindicação tão importante para os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros/as que têm sido vítimas desse mecanismo injusto, que contribui para exclusão - a previdência social brasileira é um dos maiores instrumentos de distribuição de renda e de combate à desigualdade. A atitude do governo não faz jus ao slogan de que “País Rico é País Sem Pobreza”.

Por isso, as Centrais reivindicam que o governo se disponha a sentar novamente à mesa de negociação para desbloquear a votação no Congresso Nacional até o final deste ano, tendo em vista que o tema já foi acordado anteriormente. Da nossa parte vamos manter nossa mobilização e pressão para que os deputados votem o quanto antes o fim dessa injustiça contra os trabalhadores de trabalhadoras do Brasil, referendando o acordo.

São Paulo, 30 de novembro de 2012.

CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil
CUT – Central Única dos Trabalhadores
Força Sindical
NCST – Nova Central Sindical de Trabalhadores
UGT – União Geral dos Trabalhadores




Notícias Anteriores


Paralização Nacional 1º de Fevereiro! Faça parte e fortaleça esta luta!
Fevasc esteve reunida em Belo Horizonte com demais Federações, Sindicatos e Confederação,
Presidentes dos Sindicatos Vigilantes de SC estavam reunidos nesta terça - feira para tratar da mobilização e paralização que acontecerá neste dia 01 de fevereiro a nível nacional.
Proposta autoriza sindicato a fiscalizar recolhimento do FGTS
PF treina vigilantes que vão atuar com policiais nos grandes eventos esportivos
Cerca de 1,9 milhão ainda não sacaram o PIS/PASEP
Seguro-Desemprego sobe para R$ 678,00
Empresas crescem 20% ao ano com segurança privada
confraternização do Sinvac Lages e Região
Presidenta Dilma Rousseff sanciona na íntegra o PL 1033/2003

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38